As Escolhas de escoras de má qualidade podem comprometer a Obra


28/09/2017 - Pashal


Qualquer construção precisa ter uma estrutura boa durante a execução da obra para que não aconteçam acidentes de trabalho. Um dos principais causadores de acidentes nesse ambiente de trabalho são as escoras de má qualidade. Afinal, são essas estruturas que garantem estabilidade para que todo o restante da construção seja erguido com segurança.

A laje também é um ponto decisivo para que a obra seja concluída, pois ela tem de ser sólida e precisa já que é ela que vai suportar o peso de um novo pavimento e a cobertura da obra. Nesse momento o escoramento faz toda diferença. Por esse motivo, é de fundamental importância que os materiais utilizados para essa finalidade sejam de primeira qualidade para que as lajes e as vigas consigam suportar apropriadamente o peso da concretagem.

Tipos de escoramento


Basicamente, as escoras são feitas de estruturas metálicas e madeira. As mais utilizadas são as de madeira por terem um custo mais baixo. As que são mais comumente vistas nos canteiros de obra são as feitas de eucalipto porque são encontradas em abundancia por certas regiões. Mas quando se chega nas grandes cidades o que mais se vê na construção civil são as de metais por serem mais fáceis de serem acessadas do que as de eucalipto.

Quando se fala da escora feita de madeira é preciso sempre estar atento à qualidade da mesma, pois ela deve corresponder às necessidades reais e também as medidas da laje.

Tanto as escoras feitas de metal quanto as de madeira possuem o custo equivalente, porém, a de eucalipto apresenta uma vantagem sobre as metálicas já que ela pode ser reaproveitada em outras obras ou até em diferentes atividades que estejam dentro da construção. Enquanto isso, as metálicas podem ser alugadas.

Quanto a segurança, as que são feitas de eucalipto de boa qualidade e as metálicas também se equivalem desde que elas estejam bem aprumadas e possuam o espaçamento correto. No entanto, para que a devida segurança seja obtida é necessário que a obra seja acompanhada tecnicamente por um engenheiro.


Independentemente de qual opção de escora foi a escolhida, é imprescindível que seja assegurada a qualidade do material. Se as escoras forem de má qualidade, pode acontecer da laje apresentar falta de nível ou fissuras o que acaba comprometendo a estrutura. Obras que se encontram nessas condições trazem risco tanto para o trabalhador da construção quanto para as pessoas viverão no local, pois pode acontecer um desabamento.

As Escolhas de escoras de má qualidade podem comprometer a Obra