Crescimento do mercado imobiliário em 2019


22/04/2019 -

Após alguns anos de baixa, depois do pico de crédito imobiliário em 2014, a expectativa volta a ser de crescimento para o setor de construção civil, impactado tanto pelo aumento do crédito para habitação nos bancos quanto pelas facilidades construtivas como a locação de equipamentos para construção.

A locação de equipamentos para construção foi um aspecto que propiciou uma mudança de cenário na relação entre construtoras e fornecedores e o principal benefício é para o consumidor final. Saiba mais a seguir!

O que indica o crescimento do mercado imobiliário em 2019?

A expectativa dos especialistas é de que haja um novo ciclo de crescimento no mercado imobiliário em 2019. Essa perspectiva é alimentada devido à previsão de mais crédito barato para construção e aquisição de imóveis devido à estabilização da taxa básica de juros em 8% e a inflação controlada entre 3% e 4%.

Devido à instabilidade econômica e política, o consumidor espera um cenário mais confiante para um investimento de longo prazo. Esse sentimento se fortalece com a redução da taxa de juros da Caixa Econômica Federal — principal provedora de crédito do mercado imobiliário — de 10,25% para 9%, o que aumenta o poder de compra do consumidor.

Juntamente a esse fator, a porcentagem do valor do imóvel que pode ser financiada aumentou de 50% para 70%, exigindo uma entrada menor por parte dos interessados. Por fim, a Caixa voltou a aceitar a transferência de financiamentos realizados em outros bancos, aquecendo o setor.

Esse cenário favorável fez com que os bancos ficassem mais dispostos à aprovação de financiamentos, elevando os recursos disponíveis ao crédito imobiliário. Atualmente, houve um aumento do saldo das contas poupanças e a expectativa de liberação de benefícios compulsórios.

Dessa forma, a expectativa é que em 2019 haja uma liberação de cerca de R$114 bilhões para crédito imobiliário, viabilizando um aquecimento do setor e a retomada do crescimento da área de construção civil.

Qual o impacto da locação de equipamentos para construção nesse crescimento?

Somado ao cenário financeiro favorável, o próprio setor da construção civil passou por mudanças que viabilizaram uma retomada do crescimento. Uma das principais mudanças foi a locação de equipamentos para construção, desde os itens de pequeno, até de médio e grande porte.

Com isso, a responsabilidade sobre o desperdício e problemas operacionais no canteiro de obras deixou de ser exclusivamente das construtoras e os fornecedores passaram a ter um papel ativo no desenvolvimento da obra dentro dos prazos estipulados.

A locação de equipamentos para construção funciona da seguinte forma: a construtora pode alugar cada equipamento separadamente de acordo com o período que será necessário utilizá-lo.

Quais os benefícios da locação de equipamentos para construção?

Existem diversos benefícios associados à opção pela locação de equipamentos para construção que fizeram com que essa solução viabilizasse uma retomada do crescimento do setor. Os principais deles são:

· Melhora da gestão da obra, com mais organização e cumprimento dos prazos;

· A locação de equipamentos para construção permite o aluguel do instrumento mais adequado à necessidade, evitando prejuízos na qualidade;

· Qualidade dos equipamentos usados, garantindo ainda mais segurança aos profissionais envolvidos;

Essas vantagens da locação de equipamentos para construção garantem menor tempo para conclusão da obra, redução de custos e qualidade da obra devido ao uso dos instrumentos mais adequados. Esses benefícios são diretamente repassados ao consumidor final, auxiliando no crescimento do mercado imobiliário para os próximos anos.

Crescimento do mercado imobiliário em 2019