Quais os tipos de escoras existentes?


25/02/2019 -

Diversos são os materiais necessários para a execução de uma obra com eficiência e economia e dentre todos esses itens, destacam-se as escoras. Escoras metálicas são peças de aço ou alumínio que sustentam ou servem de apoio a um elemento da construção, quando este não suporta a carga exigida dele.

As escoras podem ser feitas de diferentes tipos de materiais, sendo que a escolha do mesmo deve seguir a demanda da obra e isso depende de vários fatores. Elas podem ser usadas no escoramento de lajes e vigas, por exemplo. As escoras, quando são usadas em vigas, requerem o uso de peças adicionais para garantir a segurança do canteiro da obra, assim como a qualidade da construção.

Calcula-se o espaçamento das escoras em função da estruturação do fundo da viga. As escoras são compostas por tubos de encaixe macho-fêmea. A capacidade de carga de cada escora muda de acordo com o diâmetro e a espessura dos tubos e de sua abertura (pé direito).

Diferenças entre as escoras de metal e de madeira

Quanto maior a abertura da escora, menor a carga que ela suporta. Cada fornecedor apresenta escoras com aberturas diferentes que costumam variar de 1,80 m a 4,15 m suportando carga de 0,6 tf a 2,5 t.

As escoras podem ser de:

· Metal;

· De madeira.

De acordo com os especialistas da Pashal, empresa especializada na locação de equipamentos para canteiros de obra, as principais características dos dois tipos de escoras são:

Metal

· Facilidade na montagem;

· Simples manuseio;

· Fácil armazenagem;

· Reutilizável;

· Fácil aplicação em obras de todos os tamanhos;

· Compatível com as mais comuns exigências de cargas.

Madeira

· Desperdício de insumo;

· Pouca versatilidade;

· Custo mais baixo;

· Pouca resistência em ligações e emendas;

· Pode deformar quando ocorre mudanças bruscas de temperatura.

É preciso escolher com cuidado e atenção o tipo de escora a ser utilizada em cada obra, pois elas têm fundamental importância, e muitas vezes, o sucesso ou fracasso da mesma depende dessa escolha. Ainda de acordo com os especialistas da Pashal, as escoras metálicas apresentam maiores benefícios quando comparadas às de madeira.

Resistência e durabilidade

As escoras metálicas chegam a ser até oito vezes mais eficientes e podem garantir um tempo de execução de obra até cinco vezes menor. Elas são também mais resistentes, o que garante que não precisem ser substituídas em algum momento devido a problemas.

As escoras de madeira, na maioria das vezes, são fabricadas com produtos sem certificação, o que pode colocar em risco as normas de segurança. As escoras metálicas colaboram para deixar o ambiente da obra mais limpo e seguro. A diferença em longo prazo de valor entre os dois tipos de material faz com que a escora metálica seja a melhor escolha.

Segurança acima de tudo

É importante que um especialista faça a análise sobre qual tipo de escora utilizar em cada obra levando em consideração a localização, o tipo de estrutura que será erguido, as condições do solo, a durabilidade a longo prazo e os custos totais da obra para o cliente.

Colocar na balança os prós e contras de cada tipo de material, pensando não somente no custo, e sim no custo benefício. É preciso também pensar em segurança para os trabalhadores e da estrutura final construída.

Optar por um dos tipos de escoras mencionados, faz parte de um processo importante de planejamento da obra e deve ser feito e analisado por especialistas e com muita atenção e cuidado.

Quais os tipos de escoras existentes?