andaimes

Andaimes – A evolução e novas aplicações na construção metálica

Andaimes – A evolução e novas aplicações na construção metálica

Todos sabem bem que os andaimes são equipamentos indispensáveis em uma construção civil pelo simples fato de auxiliarem a equipe a atingir os locais mais altos de uma maneira flexível.

No entanto, nota-se com frequência a falta de informação a respeito da história desses equipamentos e como atualmente somos beneficiados devido o progresso dos mesmos.

Portanto, nos acompanhe ao decorrer desse artigo para entender de uma forma mais simples qual foi a evolução dos andaimes.

Além disso, iremos falar sobre como funciona as novas aplicações na construção metálica.

A história dos andaimes

Bom, mas para que haja a total compreensão sobre o tema, vamos citar a seguir a história dos materiais utilizados para a criação de andaimes porque dessa forma será possível entender toda essa evolução.

Estruturas de Madeira

Nos dias atuais mediante alguns indícios encontrados, acredita-se que os andaimes surgiram no antigo Egito em meados de 1160 a.C.

Nessa época esses equipamentos eram especialmente construídos de madeira e ofereciam o apoio necessário para a construção realizada pelos egípcios, como as pirâmides.

Assim, com o passar dos anos e a chegada do século XIX, a fabricação de estruturas de ferro fundido já era muito comum, porém esse tipo de material não era usado para construção de andaimes.

Portanto, a utilização da madeira ainda era estável em diversos lugares do mundo e os andaimes eram feitos com madeiras de espécies diferentes de árvores.

Aliás, as cordas e também as tábuas, que serviam de piso, eram materiais que estruturavam esse tipo de andaime.

Geralmente nessa época era completamente comum notar uma estrutura desordenada e foi com essa estrutura de andaime que a Estátua da Liberdade, bem como, a Torre Eiffel foram construídas.

Recentemente é normal encontrar em uma construção civil os andaimes de madeira em nosso país, inclusive países como Estados Unidos e Canadá são os que mais utilizam esses equipamentos.

Andaimes estruturados de Bambu

Além disso, comenta-se que no Extremo Oriente e na China as construções dos andaimes eram realizadas com bambu, ainda que seja um material leve, chega a sustentar um peso enorme.

Dessa maneira, nessa época o andaime era composto pelo bambu e atado com tiras vegetais do próprio material.

E o mais interessante é que era ainda mais flexível pelo fato de ser extremamente leve e fácil de ser estruturado.

Nos dias atuais a construção de andaimes com bambu foi mantida em países como Hong Kong, China e índia, por exemplo, no qual o equipamento é feito com bambu e as amarrações com nylon preto.

Estruturas de Metais

Finalmente chegamos à modernidade e no início da utilização dos metais na construção de equipamentos como os andaimes.

Basicamente foi no final do século XIX e início do século XX que houve o princípio da produção de aço nos principais países do mundo.

No entanto, vale destacar que a elaboração de materiais leves de aço que poderiam ser fixados entre si começou somente em 1920, ou como alguns preferem, no século XXI.

Assim sendo, a utilização de metais rendeu diversos benefícios, sendo um deles a facilidade na montagem dos equipamentos e consequentemente a economia do tempo.

Como resultado, em seguida foram produzidos tubos de aço que tinham diâmetros totalmente padronizados.

Basicamente o objetivo principal da produção dos tubos é que eles servissem para os encanamentos de água, porém logo foram utilizados para os alicerces de andaimes.

Por consequência, as estruturas de metais foram ganhando outras formas e também passaram a substituir as estruturas de madeira.

Por fim, em 1930, surgiu a ideia de soldar os tubos entre si, formando assim, estruturas pré-montadas.

Assim sendo, nos dias atuais, esse tipo de estrutura é considerada a mais segura e facilitada por ser pré-montada e completamente estável.

Conclusão

Bom, e essa foi a nossa breve explicação a respeito do desenvolvimento dos andaimes ao longo do tempo e as novas aplicações na construção metálica.

Certamente a história não se resume somente ao que foi citado nesse conteúdo, portanto, vale ressaltar que esse artigo foi baseado no estudo “A evolução do sistema e novas aplicações na construção metálica” de Felipe de Paula Campolina.

O nosso objetivo principal foi lhe trazer um conteúdo resumido sobre o tema, por isso, caso você queira saber tudo, confira o link inserido acima.