normas regulamentadoras

Normas Regulamentadoras de Segurança na construção civil

Infelizmente os acidentes de trabalho costumam ocorrer devido à falta de segurança no canteiro de obras, algo ocasionado principalmente graças à desinformação a respeito das normas regulamentadoras de segurança na construção civil.

Assim, o conhecimento das principais normas é uma ação fundamental para que a segurança seja mantida.

À vista disso, nós da empresa PASHAL, estamos aqui para lhe oferecer informações acerca das principais NRs de segurança.

Tendo em vista o fato de que essas ações são tão importantes na construção civil.

O que são as normas regulamentadoras?

Primeiro de tudo, deixei-nos lhe explicar que as normas regulamentadoras ou NRs oferecem instruções a respeito dos procedimentos obrigatórios de segurança e também saúde do trabalho.

Dessa forma, as normas foram desenvolvidas especialmente para oferecer uma maior segurança aos funcionários de uma construção civil.

Além disso, em nosso país existem 37 normas regulamentadoras.

Por isso, vale destacar que não devem ser seguidas por termos práticos, mas por questão de proteção.

Aliás, seja empresa pública, privada, pequena ou grande, seguir as NRs é algo obrigatório.

Quais são as principais normas regulamentadoras de segurança na construção civil?

Bom, é interessante citar que existem normas abrangentes, ou seja, que são direcionadas a diversos setores e que não são necessariamente relacionadas à segurança.

Além disso, exitem regras mais específicas que visam à proteção e que serão mencionadas nesse conteúdo.

Deste modo, a PASHAL desenvolveu uma lista com as principais normas regulamentadoras relacionadas à segurança.

Além disso, iremos mencionar uma explicação breve de cada uma, para que você conheça de fato as obrigações das empresas frente a uma construção civil, vamos lá:

NR 4

A NR 4 tem o objetivo principal de  determinar medidas de Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho  a fim de que os acidentes e as doenças ocupacionais sejam evitados.

Portanto, de uma maneira simplificada, essa norma exige que profissionais do trabalho como os engenheiros, técnicos, médicos, enfermeiros e auxiliares de enfermagem estejam disponíveis de acordo com o número de trabalhadores e o grau de risco da obra.

Assim sendo, além de oferecer auxílio em casos de acidentes, esses profissionais mencionados acima são fundamentais, pois eles alertam os funcionários sobre o uso dos EPIs.

NR 5

Por sua vez, a NR 5 demanda a criação de uma Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA).

Dessa forma, todas as empresas públicas, privadas ou os órgãos governamentais que tenham funcionários orientados pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), são obrigados a estruturar essa comissão.

Por esse motivo, o objetivo principal dessa norma é proporcionar a preservação da vida através da prevenção de acidentes e doenças em obras.

NR 6

Já a NR 6 trata especialmente a respeito da utilização dos EPIs e também da necessidade da própria empresa em oferecer tais equipamentos de proteção.

NR 7

A NR 7 exige das empresas a criação de um Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), visando também a segurança dos funcionários.

Sendo assim, todos os empregadores são obrigados a estruturar esse programa para que um padrão seja estabelecido e as doenças ocupacionais sejam diminuídas ou eliminadas das obras.

NR 16

Infelizmente há trabalhos e atividades que realmente oferecem grandes riscos à vida.

Por isso, a NR 16 foi estruturada com o intuito de oferecer aos funcionários que trabalham em Atividades e Operações Perigosas um adicional de 30% em seu salário, levando em consideração a periculosidade de seu trabalho.

Dessa maneira, os profissionais da construção civil se incluem nessa norma.

NR 26

Outro exemplo de regra essencial em uma construção civil é a NR 26, que visa à fixação das cores que são utilizadas nos locais de trabalho para evitar os acidentes mediante a Sinalização de Segurança.

Assim, essa norma se aplica em questões como a delimitação de áreas, identificação dos equipamentos de segurança, dentro outros.

NR 35

Por fim, a NR 35 como alguns já sabem determina regras para proteção de um Trabalho em Altura.

Dessa forma, é a opção mais abrangente que citamos, tendo em vista que possui medidas de proteção desde o planejamento do trabalho até a aplicação do projeto.

Conclusão

Como a PASHAL desenvolveu esse conteúdo visando as principais normas regulamentadoras da segurança na construção civil, não iremos esclarecer as 37 regras.

E isso porque todas as normas são extremamente abrangentes e não são necessariamente direcionadas à construção civil.

Mas, o interessante é que você não deixe de conferir os links adicionados em cada tópico para conferir todas as informações necessárias sobre essas regras, assim, você poderá efetuar sua obra com toda a segurança possível.