Edifícios Inteligentes e Construções Sustentáveis

Tendência: Edifícios Inteligentes e construção sustentável

O tempo é algo implacável e seu efeito gera alterações em qualquer setor, mudando tendências e ressignificando ideias. O ramo imobiliário não é diferente, afinal, a forma com que as pessoas enxergam suas necessidades atualmente é diferente de décadas atrás. Aos gestores das obras, só resta a possibilidade de se adequar às pautas que agora fazem mais sentido, como acessibilidade e a atenção às questões ambientais. 

A ideia de edifícios inteligentes aliados a uma construção sustentável não é apenas algo que soa atrativo aos ouvidos da nova geração que prospecta uma moradia, mas como também pode ser financeiramente interessante para as construtoras. 

Eldorado Business Tower, edifício inteligente localizado na cidade de São Paulo.
créditos da imagem: site Galeria da Arquitetura / Daniel Ducci

1. O que são os edifícios inteligentes?

 A ideia de edifícios inteligentes está na otimização das tecnologias e do gerenciamento da infraestrutura do local, reduzindo gastos, ajudando na prevenção de acidentes e proporcionando mais conforto para os seus ocupantes.

Do ponto de vista dos moradores, o edifício inteligente dispõe de soluções integradas de tecnologia, proporcionando aos usuários seguro, econômico e confortável. Do ponto de vista dos gestores, o edifício inteligente é capaz de gerar dados sobre seu próprio uso e rendimento com a conectividade dos medidores de água, alarmes de incêndio, iluminação, energia, entre outros, o que melhora sua eficiência e sustentabilidade. 

2. Por que os novos consumidores do mercado imobiliário querem edifícios inteligentes?

A geração Z, nascida entre a segunda metade da década de 90 até 2010, é muito impactada pelo efeito polarizador que a chegada da internet trouxe ao mundo e, por isso, têm acesso à informação de forma mais rápida, além da possibilidade de exercer suas funções profissionais em suas próprias casas. Um edifício inteligente traz uma colaboração digital nunca vista, com ferramentas como smartboards e salas de conferência que proporcionam interações criativas, além de conectar pessoas, criando um nível de visibilidade que antes era difícil de acontecer. 

Esses e outros pontos são os motivos pelos quais essa nova geração de consumidores se interessa pelo conceito de edifícios inteligentes. A chegada do home office em muitos setores profissionais, por exemplo, é uma tendência contemporânea na sociedade e os edifícios inteligentes proporcionam uma estrutura e recursos que facilitam a prática do trabalho em casa. 

3. Como os gestores de obras podem se beneficiar de uma construção sustentável e um edifício inteligente? 

 A ideia de uma construção sustentável pode soar como custos altos e realmente, o uso de tecnologia de ponta pode ser algo que demanda um investimento inicial um pouco maior. O ponto está nos frutos que serão colhidos posteriormente em consequência dos métodos utilizados no processo.

 Um sistema inteligente de eficiência energética, por exemplo, é algo que custa mais caro, mas o resultado é um edifício que consome menos energia, reduzindo contas de luz até pela metade, o que diminui os gastos a longo prazo do edifício e, com certeza, é um argumento sedutor aos possíveis moradores. 

 Além disso, uma construção sustentável e inteligente abre portas a possíveis parcerias com empresas eco-friendly e órgãos governamentais que podem trazer uma viabilidade financeira ainda maior. Projetos de patrocínio e suporte para edificação desse tipo de projeto são cada vez mais comuns nos dias de hoje. 

4. Por que nosso planeta precisa de edifícios inteligentes e construções sustentáveis?

Esse é um ponto que também conecta os anteriores, afinal, um edifício inteligente e com práticas sustentáveis vão beneficiar seus moradores e seus construtores também. Com o passar dos anos, os problemas ambientais só aumentam e a preocupação com a saúde do nosso planeta é algo que vai demandar cada vez mais a atenção de grandes empresas. Os danos ambientais que uma construção convencional pode causar são significativos e a repercussão desse tipo de conduta pode ser extremamente negativa, afetando a imagem da construtora e, consequentemente, afastando os novos consumidores do mercado imobiliário.

A quantidade de resíduos que uma grande obra gera é enorme e a forma com que esse material será descartado é importante também, sabendo o que pode ser reaproveitado e reciclado e o que realmente deve ser realmente jogado fora. Durante o processo, a atenção ao uso de água e energia é interessante também do ponto de vista ambiental e financeiro. 

O ESG – sigla para “environmental, social and governance” – é outro quesito que não pode ser deixado de lado por uma construtora que prospecta uma obra sustentável. Essa avaliação determina se as práticas sociais, ambientais e governança de uma empresa são adequadas e, claro, tem grande influência na atração de investidores e clientes.  

Como é feita uma construção sustentável

Fato é que a construção sustentável de edifícios inteligentes é uma tendência e será cada vez mais normal ouvirmos falar disso no ramo da construção civil. Iniciativas como essa podem, sim, significar um investimento inicial um pouco maior, mas é normal que um projeto sustentável e inovador tenha valores superiores em relação aos antigos. Os resultados a serem colhidos são muitos, seja para os gestores que, a longo prazo, terão um empreendimento que custa menos do que os demais, para os moradores que estarão em um local mais adequado ao estilo de vida que a nova geração da sociedade desenvolve, ou até mesmo para o meio ambiente que sofrerá consideravelmente menos no processo de construção e também no menor consumo de seus recursos que o edifício precisará. 

Para mais dicas sobre como tornar sua obra mais sustentável, acesse o material  “Aprenda como tornar uma obra mais sustentável” clicando aqui.

Inscreva-se!

Para receber os conteúdos Pashal


    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Siga nossas redes sociais

    Conheça a
    Pashal

    Com mais de 30 anos de experiência a Pashal é referência para diversas áreas de atuação. Saiba mais no botão abaixo

    Inscreva-se!

    Para receber os conteúdos Pashal